Pokémon Violet me transporta de volta ao mundo Pokémon

Depois de muito resistir, decidi pegar para jogar Pokémon Violet. Apesar dos problemas, a experiência tem sido mais legal do que imaginava.

Tempo de leitura: 3 minutos


Embora o meu último jogo do Pokémon adquirido tenha sido o Pokémon X para o meu saudoso Nintendo 3DS lá em 2013, o jogo da série que eu joguei para valer foi o HeartGold do Nintendo DS, então tem muitos anos que não jogo um jogo Pokémon.

A energia do Pokémon Day é real, simplesmente comecei a procurar alguns conteúdos de Pokémon Violet/Scarlet sobre o que o pessoal estava achando do jogo, e quando me dei conta, havia comprado a versão Violet.

Matriculado – Screenshot: Nintendo Switch/Joguindie

Confesso que estou reaprendendo a jogar Pokémon, apesar de lembrar do conceito do jogo, esqueci muitos detalhes, e com as mecânicas novas, o aprendizado ficou ainda mais extenso. Felizmente as aulas de Uva Academy são um grande atrativo para quem como eu, pouco lembrava do jogo, através delas pude aprender muitos conceitos esquecidos, e de um jeito simples, mas imersivo, afinal o jogo provoca essa sensação de vida de estudante.

É nostálgico e empolgante estar de volta em um jogo Pokémon, poder escolher um inicial do tipo grama como sempre fiz, apreciar as caminhadas pelo mundo, agora maior e aberto, capturar monstrinhos… estou realmente contente com a retomada dessa experiência.

Aprendendo com o professor Saquaro – Screenshot: Nintendo Switch/Joguindie

Você talvez esteja se perguntando, mas e os incontáveis defeitos? Então… mesmo um bom tempo depois de ter sido lançado, o jogo ainda é repleto deles. É um choque dos grandes jogar um jogo Pokémon com tantos problemas técnicos como Violet/Scarlet, confesso que relutei em acreditar em tudo o que falavam à respeito.

Os problemas existem, e são muitos, mas admito não ligar para eles, até fico meio perplexo quando ocorrem em jogatina, mas não me sinto desmotivado a continuar jogando. Mesmo diante obstáculos do tipo, Pokémon Violet prova o seu valor com ideias bem legais como o mundo aberto caprichado de coisas para serem descobertas, o efeito terastal, progressão não linear, as comidinhas que dão diversos efeitos positivos, e muito mais.

Meu companheiro de exploração – Screenshot: Nintendo Switch/Joguindie

É triste um jogo tão bacana ter recebido pouco capricho técnico, se antes sonhava com um jogo Pokémon de mundo aberto, agora sonho com um mundo aberto livre de defeitos do tipo. Quem gostou de Pokémon Violet/Scarlet vive uma dualidade, por mais que os empecilhos incomodem, o jogo ainda é divertido.

Estou de volta ao mundo Pokémon, e a cada virada de hora jogando, estou mais animado com a minha vida de treinador. Pokémon Violet para mim, até agora, tem sido um grande jogo, mas ele pode não ser um jogão para você, e tudo bem, o jogo fez por merecer.

Leia mais


Publicado

em

por