Beyond Good & Evil – 20th Anniversary Edition preserva um clássico consagrado – Review

O vigésimo aniversário de Beyond Good & Evil poderia ter passado despercebido pela Ubisoft, mas felizmente ela optou por dedicar esforços produzindo essa linda edição comemorativa.

Tempo de leitura: 5 minutos


Há anos quero jogar Beyond Good & Evil… com o lançamento da 20th Anniversary Edition, o momento de experimentar essa joia do passado chegou e estou muito satisfeito com a minha experiência. Lançado no final de 2003, Beyond Good & Evil é um clássico memorável dos jogos de ação e aventura. Infelizmente acabei não conseguindo jogá-lo até o lançamento dessa versão de aniversário de 20 anos, mas nunca é tarde para apreciar um bom jogo, não é mesmo?

É bom meditar um pouco para espairecer… – Screenshot: PS5/Joguindie

Na pele de Jade

Beyond Good & Evil – 20th Anniversary Edition como o próprio nome sugere, é uma edição comemorativa, portanto ela é o mesmo jogo do passado, mas com características modernas como resolução 4K a 60fps, melhorias pontuais nos gráficos e no áudio, além de outros detalhes extras.

Na pele de Jade, você deverá lidar com um tipo de conspiração governamental, e para isso, contará com a ajuda do seu tio adotivo Pey’j e outros personagens tão carismáticos quanto. Alienígenas tem invadido sua terra, e o governo tem feito promessas vazias quanto as possíveis medidas de contenção as invasões. Você acaba tão envolvido em toda essa confusão que acaba se tornando uma das únicas pessoas capazes de colocar as coisas no lugar novamente. Em suma, a estória de Beyond Good & Evil é isso aí, e o resto vale a jogatina para descobrir.

Jade & Pey’j – Screenshot: PS5/Joguindie

O desenrolar da estória de Beyond Good & Evil é um negócio realmente instigante, cujos fragmentos conquistados durante os momentos mais investigativos do jogo fazem cada detalhe sobre a mesma valer a pena. Como Jade é uma repórter investigativa, consequentemente você precisa investigar para desvendar, e quanto mais você mergulha nesse aspecto do jogo, mais fundo você quer estar.

A beleza de explorar

A exploração é um elemento fundamental, e sem ela, você não avançará. Beyond Good & Evil – 20th Anniversary Edition é um jogo amigável, mas não pega na sua mão e te puxa para os lugares, você precisa prestar atenção no desenrolar das coisas e seguir para onde a sua presença é necessária. Geralmente centrada na solução de enigmas, a exploração vai exigir que certos critérios sejam atendidos. Talvez a gente esteja tão mal acostumados com jogos que falam para a gente a todo momento para onde devemos ir e/ou o que fazer, que esquecemos como é quando um jogo acredita no nosso potencial, fazendo a gente refletir mais sobre como continuar avançando.

O poder nas mãos – Screenshot: PS5/Joguindie

Beyond Good & Evil apresenta um mundo rico tanto visualmente quanto culturalmente, com muitos elementos interessantes para desvendar durante a exploração. O mundo do jogo é pequeno se comparado aos padrões atuais, o que é positivo, pois mantém tudo mais centralizado e evita que a exploração se torne tediosa. Beyond Good & Evil tem um mundo bem estruturado, com uma população dinâmica, distinta por suas peculiaridades, e cujos costumes se manifestam em seus comportamentos. Uma das melhorias notáveis da versão comemorativa é justamente o aprimorado sistema de conquistas, agora ainda mais ajustado para recompensar as suas descobertas.

Além dos efeitos do tempo

Vale lembrar que Beyond Good & Evil é um jogo de 2003, então sua jogabilidade é menos dinâmica para os padrões atuais, todavia funciona muito bem. No começo estranhei um pouco, mas logo me acostumei. É admirável o quanto esse jogo envelheceu bem, muita das vezes que tento jogar algo antigo assim, acabo desistindo justamente pela estranheza, mas com Beyond Good & Evil fiquei pensando o quanto seria legal ter mais jogos com jogabilidade similar.

Já tiro você daí Pey’j – Screenshot: PS5/Joguindie

Jade é uma personagem habilidosa, você pode utilizar tanto seu corpo quanto seu daï-jo para lidar contra inimigos. Os combates não tem muitas camadas, mas requerem certa observação dos comportamentos inimigos, não adianta sair descendo a porrada em tudo que ver pela frente, alguns inimigos possuem condições especiais para serem derrubados.

Uma aventura diversificada

Beyond Good & Evil – 20th Anniversary Edition é um jogo diversificado, além da exploração e combates, há puzzles, stealth, racing, e até mini games. Quando você está jogando Beyond Good & Evil não faltam possibilidades de entretenimento, é simplesmente fantástico.

Bora quebrar uns recordes – Screenshot: PS5/Joguindie

A sensação de aventura é algo que Beyond Good & Evil entrega com maestria. No papel de Jade, você se sente parte de algo maior, e sua jornada realmente tem um propósito genuíno. Se você cresceu assistindo aos filmes da sessão da tarde, jogar Beyond Good & Evil é como participar de um daqueles filmes que marcaram a sua infância. Lembre-se: o brilho do mundo depende de você.

Que belo jogo! A paleta de cores é cuidadosamente escolhida para realçar o verde, e os elementos de iluminação contrastantes se misturam para trazer à vida o seu mundo único. Ao comparar o jogo original com a edição de aniversário, nota-se o esmero no aprimoramento das texturas, sombras, iluminação e vários outros aspectos que, embora alguns já estavam presentes, não tinham a mesma qualidade de acabamento de agora. A trilha sonora de Beyond Good & Evil é muito carismática, harmoniza-se perfeitamente com as culturas e suas peculiaridades, e algumas músicas são tão marcantes que permanecem na memória.

Além do bem e do mal – Screenshot: PS5/Joguindie

Beyond Good & Evil – 20th Anniversary Edition tinha tudo para ser arquivado pela Ubisoft, mas por algum motivo, a mesma decidiu investir um pouco mais nele, e o resultado é satisfatório. Estou muito satisfeito com essa edição de aniversário, ela não só foi minha introdução ao universo de Beyond Good & Evil, mas também me proporcionou uma experiência repleta de momentos divertidos.

A cópia do jogo utilizada para essa review foi generosamente disponibilizada pela assessoria de imprensa da Ubisoft, desenvolvedora e distribuidora do jogo, a qual agradeço pela confiança.

Leia mais


Publicado

em

por