[Análise] Moon Hunters propõe jornadas repletas de escolhas

em Análises/Console/PC por

A Kitfox Games encontrou uma maneira sincera de tocar as pessoas através de Moon Hunters, seu novo jogo financiado com apoio de colaboradores do Kickstarter. A profundidade da sua criação sobre os filhos da lua é um salto em direção ao céu feito de escolhas extraídas de quem participa.

Moon Hunters é um jogo de aventura com elementos de RPG para até 4 jogadores local ou online solucionarem mistérios e construírem mitologias. A premissa direciona os envolvidos até lugares graciosos tomados por criaturas malévolas. Sem a Lua, fonte de todo poder mágico e espiritual, você e os demais filhos dela são os únicos capazes de desvendar os mistérios e restaurar o equilíbrio do mundo.

A vida dos filhos da lua é feita de escolhas assim como a nossa, saber refletir e procurar ouvir seu coração em decisões difíceis podem escrever um futuro glorioso. Parte do conceito de Moon Hunters é trabalhar com as escolhas dos jogadores, avaliar e entregar uma experiência de acordo. A Kitfox Games soube criar um mecanismo simples e funcional que reflete cada escolha durante a jornada dos jogadores. Imagine um caldeirão de sopa esquecido no meio do nada, você pode optar por comer ou esperar, agora pense um pouco sobre as consequências de cada uma das escolhas, porque são essas escolhas que determinam sua personalidade tanto no jogo quanto na vida. Algo interessante no mecanismo de escolhas é o poder do líder do grupo em casos de empate, deixando a decisão a cargo da opção escolhida pelo líder.

A jornada começa em localizações geradas processualmente. As localizações reservam criaturas, anciões, habitantes e monumentos. Explorar as localizações aos mínimos detalhes pode render descobertas, mitos e itens. Após explorar uma localização você é direcionado para o acampamento. O acampamento é um refugio provisório onde os filhos da lua podem descansar, cozinhar, observar as estrela, caçar e ficar de guarda. As tarefas devem ser escolhidas pelos jogadores, e ao serem concluídas oferecem pontos em algumas das seguintes habilidades: Resistência, Espírito, Força, Inteligência, Fé e Charme. As habilidades melhoram os personagens e influenciam na formação do seu caráter.

Nada como apreciar uma linda canção acompanhado de amigos na beira de uma fogueira.
Nada como apreciar uma linda canção acompanhado de amigos na beira de uma fogueira.

Além dos 4 filhos da lua, há outros 2 personagens distintos para serem desbloqueados. Os filhos da lua estão classificados em classes associadas com elementos. Cada um dos personagens possuem habilidades próprias e características de acordo com sua classe e elemento. Durante a jornada pequenas pedras caídas podem ser trocadas por melhorias de habilidades ou mesmo novas.

O combate estará presente em boa parte da jornada, estar com as habilidades em dia, e contar com outros filhos da lua ajuda a progredir sem grandes derrubadas. As características especificas de cada classe possibilitam uma variedade de estratégias de combate. Algumas classes são melhores em combate corpo a corpo, já outras a distancia, como é o caso do Druida, cuja habilidade especial deixa os inimigos mais lentos quando entram em um campo de folhas extraído do chão.

Caminhando sorrateiramente das criaturas.
Caminhando sorrateiramente das criaturas.

Recursos de geração processual enriquecem a experiência ao oferecerem coisas novas a cada jornada. Cedo ou tarde a sensação de repetição acaba chegando, mas a reciclagem de elementos é compreensível e muitas vezes acaba ocorrendo para escolhas que talvez pudéssemos ter feito diferente.

Moon Hunters é mais profundo com pessoas. Compartilhar uma jornada com seus amigos é um ato especial que propõe marcante experiência. A qualidade incrível da dinâmica provoca sensações de profundidade em quem participa, e ao sentir uma ponta de participação nos eventos por causa das escolhas individuais é possível perceber a beleza do conceito.

A calada da noite é o melhor momento para tentar compreender o céu.
A calada da noite é o melhor momento para tentar compreender o céu.

Cada escolha desde a mais simples até a mais complexa tem seu efeito positivo ou negativo. As escolhas literalmente moldam quem somos e seremos dentro da jornada em andamento. Crescemos individualmente ao conquistar habilidades que desenvolvem nossa personalidade. Alcançar as constelações é viável para todos, mas ser lembrado por grandes feitos requer esforços. O destino dos filhos da lua é escrito nas constelações.

Feito em pixel com partes de pinturas feitas à mão, Moon Hunters agrada visualmente. O estilo da arte em pixel é sutil, todavia transmite perfeitamente a beleza dos personagens e ambientes. As pinturas à mão encantam quando utilizadas em trechos da história e diálogos.

Os sons fazem seu trabalho de forma competente, mas é a trilha sonora que faz o coração palpitar. A trilha sonora é magnifica, encaixa corretamente aos momentos mais puros do jogo, e provoca sensações de harmonia e espiritualidade. É inegável a quantidade incrível de amor depositado na trilha sonora, alguns momentos inclusive emocionam.

Apreciar o resultado de suas escolhas através de uma jornada harmoniosa e espiritual demonstra um pouco das consequências da tomada de decisões tanto no jogo quanto na vida. A experiência de Moon Hunters é feita com amor para pessoas aproveitarem momentos divertidos de forma memorável.

Um cara de vinte e poucos anos apaixonado pelas coisas pequenas da vida. Desenvolvedor e ascendente escritor. É editor no Joguindie, seu maior xodó. Sua vida é repleta de coisas para fazer, pouco tempo para si, muito trabalho árduo e determinação. Gosta de jogar, ouvir músicas, ler quadrinhos, assistir filmes e animes, comer salgadinho, beber refrigerante, ficar em casa, e tantas outras coisas simples, mas valiosas para sua vida.

Deixe um comentário

Mais recente em Análises

[Análise] Slayaway Camp

Slayaway Camp homenageia os filmes de terror clássico de maneira cômica através
Ir ao Topo