[Análise] LEGO Worlds

em Análises/Microsoft/PC/Sony por

Os blocos de montar LEGO durante mais de uma década tem sido para a TT Games como um filho, a desenvolvedora esteve sempre ao lado, cuidando e educando através dos diversos jogos lançados ao decorrer dos anos com amor incondicional.

LEGO Worlds é uma das maiores demonstrações do comprometimento da TT Games com os blocos LEGO, o jogo é feito aos moldes de um conceito em alta no mercado, mas sem deixar de ir além. Diferente dos vários jogos do gênero que temos atualmente, LEGO Worlds se propõe a expandir o conceito chave dos jogos LEGO anteriores de modo audacioso.

Ao estilo aventura, você começa a sua quando a nave em que estava é atingida por um meteoro enfurecido, caindo em um mundo desconhecido. Seu destino está nas suas mãos, agora é explorar para colocar sua nave para decolar novamente.

Você é uma espécie de viajante espacial que almeja extrair o máximo de descobertas possíveis dos incontáveis planetas da galáxia. Os mundos de LEGO Worlds são gerados proceduralmente com um bocado de variáveis que os tornam interessantes.

Mesmo livre para fazer quase tudo que quiser, objetivos de todos os tipos foram distribuídos pelos planetas para incentivar a progressão. Você não é necessariamente obrigado a completar os objetivos, mas depende do seu comprometimento com os mesmos para ter uma experiência completa.

LEGO Worlds: Explorar uma masmorra no escuro não dar, né?
Explorar uma masmorra no escuro não dar, né?

A trajetória de um futuro Mestre Construtor

Os objetivos são em sua maioria simples de serem realizado — geralmente alguém está com algum problema que só você pode resolver. O legal dos desafios é que incentivam o envolvimento profundo com todas as possibilidades de LEGO Worlds. Com o tempo os desafios perdem um pouco do brilho por causa do fator repetitivo, mas ainda sim divertem um bocado pela simplicidade, criatividade e senso de humor.

Os desafios te recompensam de várias formas, varia de acordo com o NPC, na maioria das vezes vão oferecer o cobiçado bloco dourado, responsável pela sua progressão evolutiva no jogo, e também as famosas Studs, usadas para comprar itens e desbloquear descobertas.

O jogo encaixa a criatividade na união entre exploração e descoberta. Através da exploração você descobre, e com a descoberta você cria. A quantidade de conteúdo é um dos grandes chamarizes do jogo, por isso não existe uma preocupação com a sobrevivência ou mesmo na constante coleta de recursos, basta descobrir uma vez, pagar com Studs e utilizar quantas vezes quiser.

Dar para deixar qualquer mundo do seu jeito, existem 6 ferramentas únicas para desempenhar funções de Descoberta, Paisagem, Construção, Pintura, Cópia e Livre. Conduza as ferramentas de acordo com as suas intenções criativas para apreciar todas as incríveis possibilidades de criação do jogo.

LEGO Worlds: Domine cada uma das ferramentas e solte a sua criatividade.
Domine cada uma das ferramentas e solte a sua criatividade.

Um sandbox pensado para o controle

Ao contrário de outros jogos do gênero que foram pensados para o teclado e mouse, LEGO Worlds teve direcionamento maior para o controle. Jogar no teclado e mouse funciona, mas a bagagem da TT Games contribuiu para uma experiência confortável e apropriada no controle.

Os comandos básicos de movimentos e ações do personagem funcionam bem, mas quando entramos na parte criativa, por conta da quantidade de comandos necessários, principalmente considerando que cada uma das ferramentas tem alguma particularidade, os comandos dão um pouco de nó na cabeça. Uma solução realmente apropriada para esse tipo de complexidade, quando se trata de mecânicas de criação no controle, ainda é complicado, porém também não chega a ser um empecilho para ser criativo no jogo.

A felicidade só é verdadeira quando compartilhada

Não é atoa que LEGO Worlds te convida a jogar com amigos online ou no mesmo sofá por tela dividida. O multiplayer é divertidíssimo. Compartilhar descobertas e criações ao lado de alguém dar mais sentido para a grandiosidade do jogo. Infelizmente nem tudo são flores, e o multiplayer de sofá via tela dividida tem desempenho pouco satisfatório. As quedas de fps são gritantes e tornam a experiência mediana.

O aspecto de LEGO Worlds é impecável! Não chega a ser uma grande evolução gráfica, mas é charmoso e harmonioso suficiente para cativar. Sem dúvidas um dos gráficos mais bonitos já visto em um jogo LEGO, daqueles que você para o que está fazendo só para ficar apreciando. A trilha sonora do jogo é na maioria das vezes relaxante e gostosa de ouvir, e os demais sons, cumprem sua função.

Poder explorar e moldar infinitos mundos LEGO é como estar em um verdadeiro parque de diversões. LEGO Worlds resgata a diversão memorável de brincar com os blocos de montar mais famosos do mundo.

Um cara de vinte e poucos anos apaixonado pelas coisas pequenas da vida. É editor no Joguindie, seu maior xodó. Ascendente escritor, desenvolvedor e empreendedor. Sua vida é repleta de coisas para fazer, pouco tempo para si, muito trabalho duro e determinação. Gosta de jogar, ouvir músicas, ler quadrinhos, assistir filmes e animes, comer salgadinho, beber refrigerante de limão, ficar em casa, e tantas outras coisas simples, mas valiosas para sua vida.

Comente

Seu endereço de email não será publicado.

*

Mais recente em Análises

[Análise] Slayaway Camp

Slayaway Camp homenageia os filmes de terror clássico de maneira cômica através
Ir ao Topo